Governo do Estado do Rio Grande do Sul
Secretaria de Justiça e Sistemas Penal e Socioeducativo
Início do conteúdo

Em Uruguaiana, Fase, Ministério Público, Juizado da Infância e Juventude e Defensoria Pública realizam seminário de integração

Participaram do evento representantes da rede de atendimento da cidade e dos municípios abrangidos pela comarca

Publicação:

Imagem ilustrativa
Seminário de Integração entre Fase, Ministério Público, Juizado e Defensoria Pública

Para traçar estratégias que qualifiquem o atendimento socioeducativo dos adolescentes e jovens adultos da região, a rede de atendimento que compreende o sistema socioeducativo na região de Uruguaiana esteve reunida na última sexta-feira, 18, na Promotoria de Justiça do município, para o I Seminário de Integração da Fundação de Atendimento Sócio-Educativo (Fase), Ministério Público, Juizado da Infância e Juventude e Defensoria Pública. A iniciativa foi organizada pela equipe do Centro de Atendimento Socioeducativo em Semiliberdade (Casemi). 

A programação iniciou ainda pela manhã com a palestra do juiz titular do Juizado Regional da Infância e Juventude da Comarca de Uruguaiana, João Garcez de Moraes Neto, do promotor André Luis Negrão e o defensor público Ricardo Sano com o tema “Medidas Socioeducativas em meio fechado: internação e semiliberdade - os desafios que envolvem a sua aplicabilidade pela perspectiva das instituições responsáveis”.

Na sequência, a estrutura e o funcionamento da unidade de semiliberdade da Fase foram apresentadas pelo advogado Fábio de Barros Bruno e pela pedagoga Vanessa Porto. “O seminário surgiu em função de que pouco se fala na medida socioeducativa de semiliberdade, toda atenção está voltada à internação, quando a medida é que realmente faz com que o adolescente interaja com a comunidade é a semiliberdade. Além disso, queríamos maior integração entre os municípios a fim de que pudessem nos auxiliar em relação à profissionalização dos adolescentes, para que quando retornem para seus municípios, consigam trabalhar e não voltem a cometer novos atos infracionais”, explicou Vanessa. 

À tarde, a implantação e o funcionamento da Central de Vagas no Estado do RS também foram os assuntos debatidos no encontro e apresentados pelo diretor do Centro de Atendimento Socioeducativo (Case) de Santa Maria, Robson Zinn, e pela diretora socioeducativa da Fase, Simone Weber.

Participaram do evento representantes da rede de atendimento de Uruguaiana e dos sete municípios abrangidos (Alegrete, Itaqui, Quaraí, Santana do Livramento, São Borja), incluindo CREAS, profissionais da área da saúde, Brigada Militar, Polícia Civil, Juizados, Promotorias e Defensorias.

Após o encerramento da atividade, ocorreu uma visitação ao Casemi. 

Site FASE